Este projeto é uma espécie de apadrinhamento, em que os jovens ou adultos transplantados na infância ou adolescência convivem com os mais novos, partilhando experiências, ouvindo os mais novos, esclarecendo dúvidas. São momentos de convivo muito enriquecedores, sem pais, sem médicos, sem enfermeiros. São dois encontros anuais, mas que perduram no tempo, porque cada criança passa a ter um padrinho que o acompanha ao longo de todo o ano.

Ajude-nos a oferecer-lhe esses momentos!